Review | Nioh (Playstation 4, PC)



William Adams foi o primeiro navegador inglês a chegar ao Japão. Sua história inspirou a criação do game Nioh, para PC e PlayStation 4, pela Team Ninja, responsável pelos games da série Ninja Gaiden. Em Nioh, a história de William não é apresentada como os fatos ocorridos, mas como um belo conto de fantasia envolvendo lendas do folclore japonês, com criaturas oníricas e fantásticas.

O sistema do game foi diretamente inspirado pela franquia Dark Souls, levando ao Japão feudal o estilo de RPG da From Software, repleto de armadilhas, inimigos perigosos, e batalhas contra chefes em um alto nível de dificuldade. Nioh lembra Dark Souls em quase todos os aspectos, e seria quase impossível escrever esta matéria sem mencionar muitas comparações.


O jogador toma controle de William, que, chegando ao Japão precisa desenvolver habilidades de samurai para enfrentar ameaças, físicas e sobrenaturais, em vilarejos e castelos cheios de segredos. Como em Dark Souls, há um universo repleto de mistérios, magia, personagens marcantes, mas este misticismo acaba não sendo tão profundo como na outra série. Por apresentar muitas cenas cinematográficas, com diálogos entre personagens, entregando de bandeja detalhes sobre a história, diferente dos games da From Software, que não possuem esse tipo de cenas, obrigando o jogador a refletir e perceber, muitas vezes quando não estão jogando, o significado que os detalhes levam.


Um mapa é usado para apresentar locais do Japão onde ocorrem as missões principais e paralelas, que não podem ser ativadas ao mesmo tempo. Esses locais não possuem ligação entre eles, e só podem ser selecionados através do mapa, sem poder andar de um ponto à outro a pé, como é feito em Dark Souls, e ao entrar em um deles, é preciso completar a sua missão para poder acessar o mapa novamente, e posteriormente seguir para outro local, e outras missões.


Entre as armas, há espadas, lanças, machados, espadas duplas, que podem ser usadas e melhoradas de acordo com o gosto e estilo de cada jogador. Diferentes tipos de armaduras se disponibilizam, e podem ser usadas dependendo de quanto peso o personagem pode carregar. O sistema de evolução é exatamente como o de Dark Souls, tendo de coletar um tipo de pontos ao derrotar inimigos, e usá-los em altares que servem como as fogueiras de Dark Souls. Esses altares possuem pequenas criaturas, de diferentes estilos, que podem abençoar William e tornar mais fácil a coleta de armas, itens de cura, armaduras, dependendo da escolha do jogador. Diversos espíritos animais podem ser escolhidos para acompanhar o personagem, e cada um oferece um efeito diferente que facilita a vida do jogador em muitos momentos de desespero, especialmente em lutas contra chefes.


Um dos aspectos mais encantadores de Dark Souls era o grande número de cenários majestosos, com incríveis e gigantescas construções, vistas para áreas lindas, muitas vezes antes de o jogador saber que serão exploradas. Em Nioh os cenários são um pouco mais modestos e minimalistas, lembrando que não podem ser explorados todos de uma vez a pé como em Dark Souls, já que é preciso usar o mapa para selecionar os locais. Mesmo havendo construções grandes, não chegam à imensidão de Dark Souls, e com cenários mais modestos, o jogador não sente a mesma curiosidade em explorar e encontrar áreas, inimigos, e itens secretos.


Veredicto


Nioh não tem vergonha de ser um game semelhante à Dark Souls, mesmo sendo uma obra mais minimalista e modesta. Mesmo não sendo tão grandioso quanto à série da From Software, o game oferece uma linda história envolvendo criaturas místicas do folclore japonês, com um protagonista baseado em um inglês que realmente existiu e teve presença na história do Japão feudal. A elevada dificuldade que o game oferece em explorar os ambientes e enfrentar ameaças, apenas melhora o sistema do jogo, sem irritar pelos altos desafios, fazendo o jogador se sentir recompensado ao superar obstáculos. 

Nota: 8,0

Ficha Técnica
Título: Nioh
Plataforma: PlayStation 4 e PC
Produtora: Koey Tecmo Holdings
Distribuidora: Team Ninja
Lançamento: 7 de fevereiro de 2017
Classificação: 16 anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário