Resenha | Wynonna Earp



Wynonna Earp, criada por Emily Andras, é um programa de televisão baseado na história em quadrinhos de Beau Smith. A história mescla horror e “western” e a protagonista que dá nome à série é interpretada pela atriz Melanie Scrofano.


Wynonna está retornando a Purgatório, sua cidade natal, para o velório do tio. Coincidentemente - ou não - também é seu aniversário de 27 anos, data que sela uma espécie de maldição que corre na família. Ela é a herdeira dos Earp, e seu tataravô Wyatt era um pistoleiro de talento incomparável que mandou muita gente para o inferno. Infelizmente, todos esses criminosos voltam de lá para infernizar em Purgatório.


A única arma que pode mandar eles para o lado debaixo de novo, é a arma que pertencia a Wyatt Earp e a única pessoa que usar essa arma é Wynonna, que não é lá uma atiradora muito boa.

A trilha sonora é ótima, no entanto os efeitos visuais deixam a desejar e o roteiro não é nada muito original. Mas a série tem bons personagens e bons momentos com diálogos bem interessantes. A protagonista faz várias piadas sujas e divertidas, que, infelizmente, se perdem na legenda. Todos criminosos vem do passado e possuem uma caracterização particularmente atraente de velho-oeste. Essa é a sacada mais importante da série para mim. Misturar o horror sobrenatural e o western americano. Na verdade, ela é classificada como fantasia sombria e está indo para a terceira temporada.


Confiram também umas imagens dos quadrinhos, que estão incríveis:


Nenhum comentário:

Postar um comentário