Review | Path of Exile (PC, XBox One)


Path of exile é um Action RPG com subgênero dungeon crawl, no mesmo estilo do velho conhecido Diablo. Foi publicado pela Grinding Gear Games, uma desenvolvedora de jogos independente, e lançado inicialmente em 2013. O game possui uma atmosfera sombria e mapas com diversos tipos de terrenos e conta com 4 atos, cada qual com um boss final. Contém também 7 classes jogáveis, cada uma contendo subclasses (ascensão). O jogo possui um sistema único e extenso de habilidades contendo magias, skills de dano físico, auras e maldições e uma árvore enorme de talentos.

Jogabilidade


POE tem uma jogabilidade similar ao Diablo e outros jogos de RPG mais antigos como Torchlight, você vai progredindo e evoluindo pelos mapas do jogo, melhorando os equipamentos e adquirindo novas skills. O jogo dispõe de alguns aspectos únicos, como por exemplo as skills em formas de gemas que são colocados nos slots de equipamentos, e que podem ser achadas nos mapas ou dadas como recompensas de missões. Elas são distribuídas por cores: azul são as gemas de inteligência, verde as de destreza e vermelha as de força.

Os atos do jogo são compostos por vários mapas e uma cidade. Existem 3 dificuldades: normal, cruel e impiedoso. E ao invés de você zerar o jogo após o fim do ato 4 impiedoso, existe um “end-game” momentaneamente chamado de atlas, que nada mais é do que uma “árvore” de mapas em que cada um é feito avança um tier até chegar ao 16. Logo depois, você enfrenta 4 guardiões para finalmente chegar no chefão final, o “criador”.


Outro aspecto interessante do jogo é a arvore de talentos que é gigantesca e cheia de possibilidades. A todo momento “builds” novas surgem feitas por jogadores mais antigos e experientes. As possibilidades são infinitas.


O jogo possui duas ligas permanentes. A standart, liga normal, e a hardcore, que é a mais competitiva. Além disso, há as ligas temporárias que trazem mecânicas novas para o jogo.

Gráficos


Os gráficos do jogo não são de última geração, mas não deixam a desejar. A cada atualização, a GGG vem trazendo melhoras visuais, sendo a última a implantação do directx 11. Os efeitos visuais dos personagens e habilidades do jogo são lindos de se ver, nada muito chique, mas agradáveis aos olhos.


Comércio


Diferente de outros jogos de RPG, o comércio de Path of Exile não é baseado em gold ou qualquer o outro tipo de moeda. Existem itens que fazem alterações a equipamentos que caem dos monstros e baús encontrados nos mapa. Esses itens, tal como o orbe do caos, são usados para venda e compra. 

Path of Exile é predominantemente free-to-play, com apenas uma loja de cosméticos, onde você pode comprar desde mascotes para te acompanhar em suas jornadas, até asas para fazer seu personagem mais “badass”.


Pontos positivos e negativos


Positivos:

- Gratuito;
- Infinitas possibilidades de builds e uma árvore de habilidades passivas com mais de 1300 opções;
- Servidor situado no Brasil possibilitando um ping baixo;
- Sistema único de comercio in-game;
- Atualizações constantes, tanto em gráficos quanto em balanceamento de personagens;
- A pouco tempo foi lançado também em XBox;
- Bons gráficos e efeitos sonoros.

Negativos:

- Problemas de desconexão aleatórias;
- Comunidade brasileira extremamente toxica;
- Não possui um grande sistema para jogar com outras pessoas;
- Requer muita paciência tanto no end-game para conseguir equipamentos melhores, quanto no sistema de crafting.

Path of exile é um ótimo jogo, traz novos aspectos ao sistema dungeon crawl, com mapas originais e uma jogabilidade divertida. É um jogo que pode te proporcionar muitas horas de diversão. 

Nota: 8.5/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário