Resenha | Desventuras em Série (Netflix)


Ironia
substantivo feminino

1.
ret figura por meio da qual se diz o contrário do que se quer dar a entender; uso de palavra ou frase de sentido diverso ou oposto ao que deveria ser empr., para definir ou denominar algo [A ironia ressalta do contexto.].

2.
m.q. ASTEÍSMO ('uso sutil').
Fonte: dicionário do Google

Ironia é narrar com a história de um vilão cruel que se aproveita da herança de três crianças cujos pais pereceram em um terrível incêndio – destruindo a mansão em que moravam e quase todos os seus pertences – com um tom de deboche. Ironia é tratar como spoiler as mortes dos tutores das crianças previamente advertidas pela voz triste e moderada do narrador. Ironia é o fato de o ator Neil Patrick Harris atuar tão bem quanto Jim Carrey, um dos maiores comediantes de todos os tempos, e ser um dos pontos negativos da série.


A nova produção da Netflix, dividida em oito episódios, é uma adaptação da série de livros – e filme – de Desventuras em Série. As quatro primeiras obras são integradas na primeira temporada: Mau Começo, A Sala de Répteis, O Lago das Sanguessugas, e Serraria Baixo-Astral. Como dito antes, a história trata das desventuras de três crianças órfãs da família Baudelaire, que chegam às mãos do terrível vilão Conde Olaf, que pretende se apropriar da fortuna herdada pelas crianças. A série foi dirigida por Bo Welch, Mark Palansky, e Barry Sonnenfeld, diretor de A Família Addams e A Família Addams 2, filmes icônicos dos anos 90 carregados de humor negro e sarcasmo.

Órfãos


Desventuras em Série conta com personagens distintos e icônicos que precisam ser descritos individualmente.

Violet Baudelaire (Malina Weissman)



A irmã mais velha que toma para si a responsabilidade de cuidar de seus irmãos. Violet é dotada de grande criatividade e possui um talento especial para invenções. Sua atitude positiva à leva a criar e construir brilhantes aparelhos que ajudam as crianças a se livrarem de situações complicadas. Ao prender seus longos cabelos escuros com uma fita, Violet respira fundo e cuidadosamente elabora uma nova criação surpreendente.

Klaus Baudelaire (Louis Hynes)



Klaus já leu todos os livros da vasta coleção que havia na biblioteca de seus pais, descobrindo e analisando dezenas de teorias e fatos científicos e fictícios. Apesar de seu pessimismo e medo, o menino reúne forças para confrontar o Conde Olaf e em momentos cruciais consegue ajudar suas irmãs com suas observações detalhistas e conhecimentos distintos.

Sunny Baudelaire (Presley Smith)



Por trás da fofura e carisma da pequena Sunny se esconde a maior atitude sarcástica da série. O bebê não fala, mas domina um dialeto próprio, caracterizado por sons de bebê, que podem ser traduzidos para a nossa língua e entendido pelos irmãos e outros poucos personagens. A menina tem noção da ingenuidade dos vilões, fazendo piadas irônicas com Violet e Klaus durante momentos de conflitos. Além do senso de humor, a caçula possui dentes afiados prontos para roer e aparar objetos resistentes como madeiras e pedras.

Conde Olaf (Neil Patrick Harris)



Mesmo sendo um personagem ignorante, estúpido e ingênuo, o Conde consegue ir longe com seus planos malignos. Olaf não sabe a diferença entre “literalmente” e “figurativamente” e se diz um renomado ator de teatro. O vilão usa e abusa de seus talentos precários teatrais para criar disfarces e enganar todos que cercam os órfãos, especialmente novos tutores. Os caricatos disfarces não duram muito, levando o Conde a tomar decisões mais severas.

Trupe teatral



Os colegas subordinados de teatro do Conde Olaf conseguem ser mais burros que seu chefe. O quinteto de puxa-sacos não passam de capangas de quinta categoria e seus disfarces, apesar de serem mal feitos e pobres, convencem praticamente todos que tentam proteger os Baudelaire. Hook-Handed Man, o capanga mais notável da trupe, que possui ganchos no lugar das mãos, consegue entender e se comunicar com Sunny e acaba sendo ludibriado pela pequena.

Sr. Poe (K. Todd Freeman)



Sr. Poe é o bancário responsável por proteger a fortuna da Família Baudelaire que só poderá ser usufruída pelos órfãos depois que Violet atingir a maioridade. Em matéria de ingenuidade, Sr. Poe poderia ganhar uma medalha de ouro entre todos os personagens. Ele acaba sendo enganado por todas as mentiras mal contadas e disfarces precários do Conde Olaf e sua trupe teatral, o que prejudica seu trabalho de entregar as crianças a tutores de confiança.

Lemony Snicket (Patrick Warburton)



O papel principal do autor das obras literárias na série é ser o narrador da triste história envolvendo os órfãos, como um narrador em um conto literário. Sua pessoa também está misteriosamente envolvida com os fatos da Família Baudelaire. Lemony é apresentado em momentos de descrição sobre o crime que levou o casal à morte e aparece lado a lado com os outros personagens, como se não estivesse sendo visto ou como figurante, apenas para descrever a história.


Para quem assistiu ao filme Desventuras em Série de 2004, a participação das crianças e do Conde Olaf pode parecer estranha. Os quatro atores da série atuam exatamente como os personagens do filme, o que pode deixar os protagonistas pouco inovadores, trazendo a sensação de que já foram vistos antes. Contudo, isso não desconsidera o fato de que cada ator exerce seu papel brilhantemente bem, especialmente Neil Patrick Harris, que consegue ser tão cômico e caricato quanto Jim Carrey. Os melhores momentos do Conde Olaf envolvem seus disfarces, especialmente Stefano, que é impressionantemente engraçado a cada instante que aparece na tela. Outros personagens do filme são atuados de forma diferente, mas extraindo o melhor do talento de cada ator. Dando sequência a excelente troca de atores das telonas para o Netflix, a produção traz Alfre Woodard interpretando Tia Josephine, papel que há 13 anos foi desempenhado por Meryl Streep.

A principal vantagem da série perante o filme é o tempo de duração. O que antes havia sido sintetizado em 1 hora e 48 minutos agora pode ser contado de maneira mais rica e detalhada em oito episódios que duram cerca de uma hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário