Os Melhores Games de 2016


Hora de falar sobre os 10 melhores games de 2016. A lista descrita abaixo descreve os 10 jogos que mais me surpreenderam durante o ano que terminou, e apenas jogos que eu joguei estão na lista, portanto, games importantes como Overwatch, Titanfall 2, Battlefield 1, e Stardew Valey não estão presentes, pois ainda não tive a chance de colocar as mãos neles. Alguns games da lista já possuem review no Nerdbucks, e os que não possuem ainda terão suas análises publicadas.

Nº 10: The Last Guardian



O sucessor espiritual de ICO e Shadow of the Colossus demorou quase 10 anos para ser lançado após o primeiro anúncio. Pela demora, o título chegou carregado de problemas, como já era de se esperar, mas o enredo misterioso, universo mágico e relação entre os dois protagonistas fazem valer à pena entrar para esta lista.


Nº 9: Unravel



No comando de um boneco de lã, desbravamos cenários realistas em um título de plataforma em 2D com visual semelhante a LittleBigPlanet, e mecânicas que lembram LIMBO. Os quebra cabeças são bem elaborados, e o roteiro inspirado em lembranças nostálgicas do criador fazem de Unravel um game feito com o coração, e para jogar com o coração.


Nº 8: Ratchet & Clank



Bons games de plataforma em 3D são raros de ver fora de consoles da Nintendo hoje em dia. O herói Lombax e seu amiguinho robótico voltam em um reboot do shooter de plataforma dos consoles da Sony. As armas mais ousadas estão neste game, com gráficos que mais parecem um filme de animação da Pixar do que um game.


Nº 7 INSIDE



Dos criadores de LIMBO, surge um game semelhante à obra anterior, e que consegue ser bastante original colocando o jogador no comando de um menino que se aventura em um mundo sombrio e assustador onde pessoas más o perseguem e tentam o matar. O título impressiona pela atmosfera sombria e quebra cabeças inteligentes.


Nº 6: Hitman



Um reboot da série do Agente 47 chega dividido em seis episódios em locais distintos do mundo, com missões para eliminar membros de uma facção criminosa, em eventos e cenários grandes, com inúmeras possibilidades de executar as missões. O título mais ambicioso do famoso assassino de elite.


Nº 5: Deus Ex Mankind Divided



Em um futuro distópico, a humanidade sofre uma guerra após atentados ocorrerem entre pessoas com partes aprimoradas ciberneticamente do corpo. Cabe ao agente da Interpol Adam Jensen solucionar esquemas de corrupção entre corporações e políticos mal intencionados para que haja um pouco de esperança para o futuro da humanidade, neste incrível RPG de tiro em primeira pessoa.

Nº 4: DOOM


O retorno de DOOM mostra o quanto inovador pode ser o estilo antigo de games de tiro. O game brilha no quesito técnico, com gráficos detalhados e um gameplay veloz, sem que hajam quedas de quadros, tanto nos consoles quanto nos PC's. E se dá muito bem também artisticamente, com visual caprichado do planeta Marte, do inferno, direção de arte demoníaca e sangrenta, e trilha sonora para ouvir com fones e volume no máximo.


Nº 3: Uncharted 4 A Thief’s End



Nathan Drake encerra com chave de ouro a série de aventura e tiro da Naughty Dog. Assim como DOOM, impressiona tanto nos pontos técnicos quanto artísticos, com um dos visuais mais realistas e detalhados já vistos em um videogame. O enredo e personagens são cativantes, com excelentes atuações de dublagem, e o gameplay está impecável tanto nos momentos de exploração quanto nos tiroteios.


Nº 2: Dark Souls III



Não é apenas a dificuldade que torna especial os RPG's da From Software. Dark Souls III possui batalhas viciantes e um dos melhores sistema de evolução dos RPG's. Já é batido dizer que a sensação de satisfação após sofrer muito e conseguir derrotar um chefe é um dos maiores prazeres sentidos em um game. Com o passar dos anos, a série Souls, incluindo Demon’s Souls e Bloodborne, apenas cresceu e melhorou.


Nº 1: Final Fantasy XV



Mais um game na lista que sofreu anos de atrasos e teve até o título alterado. Final Fantasy XV é o primeiro da série numerada sem batalhas em turno, além do primeiro em mundo aberto. O título mistura muito bem os estilos de gameplay de RPG's orientais e ocidentais, sem que algum dos dois tipos perca a identidade. Ao mesmo tempo, o game consegue ser minimalista e grandioso. A incrível jornada do Príncipe Noctis e seus amigos traz a série Final Fantasy de volta ao trono, como a série mais importante de RPG de todos os tempos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário