Teoria | Birdman e Homem-Aranha: De Volta Ao Lar são no mesmo universo?



Parte dos hábitos de um nerd consiste em tentar ele mesmo descobrir coisas sobre as mídias que ama, e assim surgem as teorias. Muitas teorias. Será que o Ash está em coma? O pião girou ou caiu? Steven Universe é uma horcrux? Abu é um mau amigo? O Coringa do Jared Leto é o Jason Todd??

E boa parte dessas teorias acaba sendo de imaginar se obras diferentes não se passam no mesmo universo. Claro, isso sempre é especulado com histórias que tenham algo de parecido. Como Samurai Jack e As Meninas Super-Poderosas (ambos do Cartoon Network), todos os filmes do Tarantino, os jogos da Nintendo e os filmes da Pixar

Mas faz sentido imaginar que dois filmes de estúdios, gênero e diretores diferentes compartilhem o mesmo universo? Tipo...Birdman (2014, Alejandro G. Iñárritu) e o Homem-Aranha: De Volta ao Lar (Jon Watts) que ainda nem estreou?

Pode parecer loucura, mas não é.


O Universo De Cada Filme



Uma coisa sempre boa de lembrarmos é que cada filme, independente do quão realista ele seja, se passa em um universo paralelo diferente.


Watchmen se passa num mundo em que heróis existem, Eu Sou a Lenda em um universo em que houve o apocalipse e nem mesmo FRIENDS ou How I Met Your Mother acontecem na NOSSA Terra. Em Friends Joey Tribbiani atua em Days of Our Lives e em HIMYM, Robin Sparkles é uma cantora real, nada disso tem no nosso mundo. Então, estabeleçamos como é o mundo em que os dois filmes de nossa teoria acontecem.

Homem-Aranha: De Volta Ao Lar - O filme acontecerá no MCU (Marvel Cinematic Universe) com o qual já estamos habituados. Vai fazer, inclusive, parte da cronologia oficial. Mesmo sendo uma produção híbrida de Marvel e Sony, ainda assim tem o mesmo cenário que filmes como Vingadores, Homem-Formiga e Doutor Estranho. É tudo a mesma coisa. Ou seja, esse mundo já enfrentou ameaças como Loki, Ultron, Dormammu, Barão Zemo e até mesmo as batalhas de Homem de Ferro vs Capitão América e Hulk vs HulkBuster. Sabemos que De Volta ao Lar se passará após os acontecimentos de Guerra Civil, pois no trailer Peter aparece na escola assistindo sua cena de luta contra um gigante Homem-Formiga (o Golias, numa adaptação de Scott Lang pra Hank Pym #nossaquepaponerd). O filme até terá a participação ativa de Robert Downey Jr. como Homem de Ferro, que fará o papel de guru de Peter. Talvez seja a figura paterna que o Tio Ben seria. Mas enfim, de qualquer modo, Homem-Aranha: De Volta Ao Lar acontece no mesmo ambiente que os outros quatorze filmes lançados pela Marvel Studios até então.

Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância - Esse sim se passa em um mundo um pouco mais próximo do nosso. Novamente, próximo mas não é o nosso mundo. Em Birdman, o ator Riggan Thomson conquistou grande fama ao interpretar o super-herói Birdman em uma trilogia de sucesso. No nosso mundo, não existe Riggan Thomson, não existe a trilogia Birdman e nem mesmo os quadrinhos dos quais a suposta trilogia seria uma adaptação (a não ser que estejamos falando de Birdman Anthology de Osamu Tezuka, mas isso seria cult e foge do modo como os filmes são tratados dentro do longa). De qualquer maneira, é um universo bem semelhante ao nosso. Atores como Woody Harrelson, Michael Fassbender e Jeremy Renner são citados. Inclusive, o fato de Jeremy Renner ser o Gavião Arqueiro nos filmes da Marvel é até citado, ou seja, no universo criado por Iñárritu os filmes do MCU ainda continuam sendo filmes, assim como provavelmente Tom Holland é um ator interpretando o Homem-Aranha dentro desse universo.

Então, fim de teoria, né? Isso prova que tais longas não coexistem, certo? ERRADO!

E pra entender o porquê disso, uma outra teoria deve ser lembrada - A dos filmes do Tarantino.


O filme dentro do filme


Em uma das teorias que diz que todos os oito filmes roteirizados e dirigidos por Quentin Tarantino acontecem no mesmo universo, a ideia de que Kill Bill é um filme/série de TV é defendida.

Não entendeu? É simples.

Em Pulp Fiction, de 1994, Mia Wallace (interpretada por Uma Thurman), fala sobre o seu projeto de série de TV onde é contada a história de um grupo de mulheres assassinas em que cada uma possuía uma especialidade. Menciona-se uma loira líder, uma japonesa, uma negra e se refere a sua própria personagem como a mulher mais mortal do mundo com uma faca/lâmina.

Em Kill Bill, de 2003, a Noiva decide se vingar do antigo grupo de assassinas a qual pertencia e que a tentou lhe matar. Grupo esse que possuía, antes de se desfazer, uma loira líder, uma chinesa, uma negra e a própria Noiva, também interpretada por Uma Thurman, que é uma especialista em facas/lâminas/espadas.

A semelhança que Pulp Fiction e Kill Bill tem é a Uma Thurman como atriz. O resto é teoria. A teoria de que a produção a qual Mia Wallace se referiu no filme de 2003 é a mesma que assistimos nas duas partes de Kill Bill em 2003 e 2004.

Ou seja, dentro de Pulp Fiction, Kill Bill é um filme.

A semelhança mais forte que Birdman e Homem-Aranha tem entre si é essa: Michael Keaton

Em Birdman, Keaton é o protagonista, Riggan Thomson, o ator fracassado que já fez muito sucesso no passado. Em Homem-Aranha, Keaton é o Abutre, vilão que aterroriza Nova York em seu traje metálico voador.

E se, na verdade, o ator que interpreta o Abutre em Homem-Aranha: De Volta ao Lar não seja Michael Keaton, e sim Riggan Thomson, o protagonista de Birdman?


A Análise de Birdman


Quando assisti Birdman pela primeira vez, em 2014 mesmo, achei genial. Inclusive creio que o Oscar de melhor filme foi muito merecido e que, junto a Gravidade, é um dos melhores filmes que assisti nos últimos anos (sem contar os blockbusters, claro). 

O filme, querendo ou não, acaba falando de uma maneira bem pedante sobre o que é a verdadeira arte e sobre como, pela ótica do artista que preza pelo conteúdo e filosofia, o mercado é prejudicado pela tendência da massa a rejeitar uma mídia mais cabeça como teatro e priorizar explosões, robôs e ação exagerada (Transformers e Vingadores são referenciados em certas cenas).

Porém, a cena inicial e a cena de conclusão do longa tem coisas muito importantes a acrescentar à isso e o meu medo de analisá-las era um bem definido mas que mudou completamente depois que comecei a pensar nessa teoria aqui.

As cenas: O longa se inicia com um cometa/meteoro descendo em direção à Terra. Durante toda a história, Riggan tenta botar o projeto de sua peça de teatro pra frente tentando se livrar do estigma que foram os filmes de super-herói que fez em seu passado, agora em busca do reconhecimento do seu talento por meio da verdadeira arte (essa que seria o teatro). Durante o longa, Riggan mostra ter uma relação conturbada com todos ao seu redor, incluindo sua filha (interpretada por Emma Stone). Birdman, o personagem que deu fama ao ator no passado, vive atormentando a mente do mesmo, conversando com ele e tentando convencê-lo a fazer filmes pipoca pois é disso que o público gosta. No final, ele abre a janela de um hospital e pula dela. Sua filha entra no quarto, vai até a janela preocupada e olha para o alto, para o céu, com um sorriso formado no rosto.

Minha interpretação inicial: Basicamente eu acreditava que o cometa caindo na Terra era a pura representação do nascimento do personagem. O talento chegando na Terra, o início da trajetória de um artista. O desenvolvimento da história é simplesmente o desenvolvimento da vida de Riggan, o sucesso que conquistou e, em um ponto de vista mais atual, o fracasso que tem ao tentar alcançar a fama e reconhecimento sem atuar em projetos mais apelativos e superficiais. Birdman conversando com ele é simplesmente sua voz interior lhe dizendo o que não quer aceitar, lhe dizendo que o sucesso é impossível se utilizar conteúdo filosófico e não lutas e explosões. Aquele personagem de asas, bico e cores fortes que para tantos é um herói, pra Riggan é o mais cruel dos vilões. Ao pular da janela, Riggan se mata tendo sua jornada como artista na Terra se encerrando. O seu cometa, que outrora caíra neste mundo, sobe novamente voltando ao astral. Sua filha, representando o público que o rejeitava e o subestimava, agora, após sua morte, o via partindo com um sorriso de admiração e orgulho. O velho argumento de Van Gogh - o artista talentoso rejeitado em vida e louvado em morte.

A interpretação segundo esta teoria: O cometa caindo na Terra é a representação não do talento de Riggan chegando ao mundo, mas sim de sua carreira declinando. Sua fama, sucesso, grana e reconhecimento indo de mal a pior. Afundando mesmo, devido a escolha do ator de não mais trabalhar com a mídia grande e sim com teatro, fazendo coisas cultas e filosóficas. Sua filha, assim como na interpretação anterior, simboliza o público que o rejeita e o critica por ter abandonado a produção blockbuster de filmes. Birdman, como o herói que é, acaba sendo um pouco violento em suas abordagens mas seu papel é ajudar mesmo (assim como o Batman, interpretado por Michael Keaton em 1980) Riggan a se restabelecer no mercado do entretenimento, o incentivando a voltar para os filmes vendáveis. No final, ao se jogar pela janela, Riggan sai voando com seus poderes de Birdman (a influência que interpretar o personagem o arranjou) de volta ao topo, se vendendo novamente ao cinema comercial e assim indo para cima como um cometa que volta para o céu. Sua filha, o público, finalmente o admira.

Imaginem que seja isso. Riggan Thomson cansou da vida de ator cult tentando se reerguer através do teatro e volta ao cinema popular, até que lhe oferecem o papel de Abutre no filme novo do Homem-Aranha. 

Mas por que ofereceriam esse papel a ele? Oferecer um personagem que é um homem em uma fantasia de pássaro para um ator cujo único papel marcante foi um homem em uma fantasia de pássaro não é meio que ofensivo? Sim, é. Mas o ponto de Iñárritu que essa escalação de Homem-Aranha acabaria reforçando é : Hollywood não se importa.

Assim como Iñárritu não se importou de escalar Michael Keaton (cujo auge da carreira foi quando interpretou o Batman nos anos 80 e nunca mais teve um sucesso parecido) para um personagem ator cujo auge da carreira foi quando interpretou Birdman no passado e nunca mais teve um sucesso parecido, Hollywood (a Marvel, no caso) não ligaria de colocar o ator de Birdman pra ser mais um homem-pássaro no cinema. "Vai ser engraçado, hahaha, as pessoas vão comentar isso, hehe".

E a coisa mais legal dessa teoria é que ela não danifica nenhuma das obras. Só as acrescenta mais coisa, e as deixa ainda mais interessantes. Eu que já amava Birdman, amo mais. E eu que já estava ansioso pelo filme novo de Homem-Aranha, estou mais!

Por isso digo que Michael Keaton não interpreta O Abutre.

Michael Keaton interpreta Riggan Thomson.

Riggan Thomson interpreta O Abutre.


Nenhum comentário:

Postar um comentário