O Jardim das Palavras | Uma experiência visual fantástica


O Jardim das Palavras (The Garden of Words, em inglês e Kotonoha no Niwa, em japonês) é um curta de animação (com 46 minutos de duração) criado pelo diretor Makoto Shinkai. Para quem não o conhece, ele já construiu certa reputação no Japão e tem seus trabalhos comparados aos do Estúdio Ghibli.

O filme conta a história de duas pessoas que estão passando por fases ruins em suas vidas, mas acabam se conhecendo em um parque. Takao Akizuki sempre matava as primeiras aulas para relaxar por ali nos dias chuvosos. Tendo apenas 15 anos, ele sonha em se tornar um sapateiro renomado, mas começa a enfrentar crises existenciais devido a falta de dinheiro e problemas familiares.

Yukino Yukari uma mulher mais madura, também começou a aproveitar o parque para fugir do trabalho, e tentar as suas crises de desanimo comendo chocolate e tomando cerveja.


Mas, em um desses dias chuvosos, eles acabam se cruzando. No começo Takao não gosta muito da presença de Yukino, mas ainda assim demonstra uma certa curiosidade. Eles acabam trocando algumas palavras e ela recita um poema japonês convidando para que eles se encontrem no mesmo local nos dias chuvosos.

Os diálogos que passam entre eles nesses dias são bem naturais, nada parecido com o que estamos acostumado a ver em animes, parece mais que estamos assistindo a um filme live action, tamanha é a humanidade que os personagens demonstram. A história acaba sendo simples, mas carrega uma complexidade nos diálogos que se aproxima bastante da realidade. Os problemas enfrentados pelos personagens podem acontecer com qualquer pessoa. E o fato de eles usarem esses encontros para fugir da realidade e praticamente se apoiarem, demonstra que as vezes pode acontecer de ficarmos vulneráveis, as pessoas que conhecemos não saberem como nos ajudar, mas alguém que você não conhece e que passa por algo similar pode ser a luz no fim do túnel.

Além de ter um enredo muito bonito, a fotografia de O Jardim das Palavras é maravilhosa, os cenários parecem pinturas em movimento, tamanha é a qualidade da animação. Para que vocês possam perceber um pouco dessa qualidade, vou lhes deixar algumas imagens:






Conseguiram sentir um pouco da beleza? Enfim, O Jardim das Palavras foi adicionado ao catálogo do Netflix, juntamente com mais algumas obras de Makoto Shinkai. Recomendo que vocês assistam a todas (principalmente uma chamada 5 Centímetros por Segundo), é bem legal ver a evolução que o diretor foi tendo ao longo dos anos, tanto na construção da história quanto na parte gráfica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário