Pocket Heresy - A queda Eldar e o nascimento de Slaanesh


Whats up Nerdbuckers!

Como vão vocês?

Muito bem obrigado! O que você está fazendo Otávio? O que é Pocket Heresy?

Pocket Heresy é o nome batizado da série de curiosidades sobre Horus Heresy que não estarão nos posts originais por serem detalhes indiferentes para a continuidade da história, mas que são muito legais de ficar sabendo!

Hoje falaremos sobre o nascimento de Slaanesh: O(a?) Deus(a?) dos Excessos, e o impacto gerado por esse acontecimento. E porque falaremos dele(a) apenas? Por ser o deus mais jovem de todos os Deuses do Chaos, cuja ascensão respinga consequências na época de Horus Heresy. Para esclarecer há quatro deuses do Chaos: Khorne o deus do Sangue, Tzeench o deus da Mudança, Nurgle o deus das Doenças e após muitos milhares de anos veio Slaanesh, conforme a historia a seguir:


Não há como falar de Slaanesh sem falar dos Eldar, a raça mais evoluída de toda a galáxia! Os Eldar são humanoides, altos e esguios, com orelhas pontudas e feições levemente avianas e esbeltas, e de existência e saúde eterna, muito parecidos (e comparados) com os Elfos da Fantasia Medieval. Seu controle sobre o Universo era firme e pleno, com sua tecnologia superior e psionicismo nato eles exerciam sua vontade perante todas as raças do universo, inclusive os Monk'Eigh que é a palavra Eldar para os humanos (curiosamente esse nome para a nossa raça se assemelha a Monkeys, ou seja, macacos, xD).

A raça Eldar era muito evoluída, eram liderados por Deuses-Vivos vindos da Warp que os guiavam em guerras e à construção da sua sociedade, possuíam materiais mais fortes que aço porem facilmente moldáveis com o poder da mente, o chamado Wraithbone, sendo a melhor matéria-pima para construção civil ou uso militar. O Design das suas naves, armaduras e armas de combate foram todas otimizadas usando o intelecto superior de seus criadores, tendo em vista as ameaças que eles enfrentavam para manter seu poder. Era uma raça que já não tinha trabalho manual, os problemas sociais já eram quase extintos nessa sociedade super antiga e super avançada, e isso os deixava com tempo livre para praticar belas artes, aproveitar o tempo com seus amigos e amantes, desfrutar da vida sem se preocupar com obrigações ou necessidades.


Nem mesmo a viagem espacial foi páreo para os Eldar: eles foram capazes de criar uma rede de túneis nos 'espaços vazios' entre a nossa dimensão e a dimensão da Warp, que é utilizada para viajar mais rapidamente entre um lugar e outro, e esse canal de tuneis consegue ter o mesmo efeito só que muito mais seguro, sem os riscos de sofrer ataques de criaturas demoníacas ou de encontrar tempestades arcanas que podem destruir a sua nave. Essa rede de túneis foi chamada de Webway, e pode ser utilizada tanto por naves quanto por veículos terrestres ou até mesmo a pé.

Todo esse avanço, tanto tecnologicamente quanto culturalmente, começou a mostrar sintomas no momento em que, entediados com a vida sem propósito e eterna, os Eldar começam a buscar estímulos cada vez mais excitantes. Estímulos de todos os tipos como: festas, drogas, orgias, esportes radicais, atividades de alto risco e até mesmo arenas de gladiadores e grupos de assassinato, tortura e caça à outras raças só por esporte. Claro que a lei dos Eldar não era branda com a população que praticava excessos de nível criminoso, o que gerou um êxodo desse grupo mais extremo para cidades dentro da Webway onde o braço da lei não os alcançava. Esse fenômeno social ocorreu em larga escala e em quase todo o domínio Eldar, regredindo o avanço da sua raça para um nível depravado de si mesmo. Alguns anciões e líderes Eldar previram que esse comportamento estava tumultuando as energias da Warp e que algo grande, e maligno estava para acontecer e engolir a tudo e todos.


Esses anciões criaram mega estruturas chamadas Craftworlds, que são naves de proporções titânicas para abrigar uma quantidade de Eldars equivalente a um ou dois planetas inteiros e assim fugir para longe e se salvar. Após sua construção eles arrebanharam aqueles que não caíram em depravação e buscaram ficar cada vez mais distantes do epicentro psíquico, que originava na Warp graças a toda essa algazarra que a população Eldar estava disseminando. Lembram que a Warp é uma dimensão perigosa onde os próprios sentimentos da nossa dimensão tomam forma? Pois o mesmo é fato para os Eldar, só que ampliado graças a sua aptidão psíquica. O turbilhão de energia gerado pela população chegou a um ápice que fez nascer um novo deus do Chaos, uma nova entidade de pura maldade e malicia: "Slaneesh, She who Thirsts, Prince of Pleasure, God of Excess".


No seu nascimento, pode-se dizer que Slaanesh causou um pouco mais que uma simples comoção: alem de matar quase todos os Deuses-Vivos dos Eldar, ele consumiu corpo e alma de bilhões que estavam espalhados pelo Universo, como se cada Eldar parisse uma criatura horrenda e faminta se alimentando de seu próprio hospedeiro com voracidade e crueldade. O céu escureceu, as nuvens choviam sangue e as estruturas ruíram com os terremotos e furacões arcanos, a própria Warp e seus Demônios se manifestaram em um grande Vortex espacial centrado no coração da civilização Eldar, caçando, se alimentando e estripando todos os habitantes que por sorte sobreviveram ao nascimento inicial de Slaanesh, era como a hora do recreio para as crias do inferno.


Todos os planetas, toda a arquitetura, toda a beleza e grandiosidade dos Eldar se tornou caos, morte, destruição, ruína e em seus momentos finais os Eldar tiveram a terrível revelação do que tinham criado, e que todo esse sofrimento tivera sido causado por eles mesmos e que esse sofrimento seria eterno, com suas almas sendo atormentadas por Slaanesh e que isso a deixaria mais e mais forte. Não só o próprio sofrimento atormentaria os Eldar, mas também o conhecimento de terem criado uma criatura que seria eterna e que iria continuar seu reino de excesso, maldade e miséria por toda a Eternidade para milhares de outras raças na galaxia.


O Vortex gerado foi chamado de Eye of Terror (Olho do Terror), ficando no centro da antiga civilização Eldar, que desde sua criação ele se mantém como uma ferida no espaço-tempo da galáxia, uma atrocidade que jamais será esquecida tamanha sua mácula. Algo tão anti-natural parindo-se no universo há de gerar ondas poderosas para todos os lados, o universo não estava preparado para esse nascimento e ele reagiu de acordo: toda a Warp ficou violenta, com tempestades horríveis e manifestações constantes na nossa dimensão, foi o nascimento de Slaanesh que gerou a Age of Strife para a humanidade (ver parte 2), e que colocou todas as engrenagens rodando para que os humanos chegassem ao fundo do poço antes de se reerguer. Coincidência? Planejamento? Esse é um mistério que ninguém ousa buscar ou descobrir, ousam apenas à confabular teorias e aumentar suas suspeitas a respeito da índole do Imperador da Humanidade. Certamente essa é uma historia terrível e amedrontadora. Os sobreviventes Eldar foram aqueles que fugiram para a Warp praticando excessos ainda mais depravados e os sábios anciões que fugiram em seus Craftworlds, nesse momento a Raça eldar ficou dividida entre Dark Eldar (os que mantiveram o costume de práticas ilícitas como fonte de estímulos) e o Craftworld Eldar, que mudaram totalmente sua sociedade para evitar essas práticas horríveis que fizeram sua raça entrar em decadência.


Desde então todos os Eldar são amaldiçoados, sem seus Deuses-Vivos para protege-los, suas almas ficam ao relento na Warp sendo consumidas sumariamente pela Deusa da Avidez (outro nome para Slaanesh).


Confira as outras matérias sobre Horus Heresy:


Nenhum comentário:

Postar um comentário