Black Sails, a Era de Ouro da Pirataria


Black Sails é uma série assinada pelo canal Starz. Foi criada por Jon Steinberg e Robert Levine e se passa na era de ouro da pirataria, alguns anos antes de Ilha do Tesouro, um romance de Robert Louis Stevenson. É uma dessas séries que não tem medo de mostrar sangue, morte e sexo. Se você já assistiu Spartacus, também pela Starz, sabe do que estou falando.

No primeiro episodio somos apresentados ao Capitão Flint (Toby Stephens), que tem a reputação de ser um dos piratas mais temidos sobre as águas. Mas também somos apresentados a um capitão em decadência, que já não tem mais a confiança de seus homens e continua em seu cargo devido à sua lábia e a lealdade de seu contramestre, Gates (Mark Ryan).

I only accept apoligies in cash | Eu só aceito desculpas em dinheiro - John Silver

Seguindo a trajetória, conhecemos Eleanor Guthrie (Hannah New), que comanda os negócios em Nassau, o porto seguro para todo o comércio pirata. Eleanor é uma dessas personagens orgulhosas que não aceita um não como resposta. Ela e Flint compartilham um sonho considerado louco de ver Nassau livre e próspera, um lugar seguro para todos seus habitantes longe da “civilização”. Para quem já leu a sinopse, sabe que a partilha dos sócios gira em torno do Urca de Lima, um galeão espanhol com mais ouro do que um homem poderia jamais sonhar. Quem ficou com o itinerário do navio, no entanto, foi John Silver (Luke Arnold), um covarde sortudo de fala macia que não se importa com muitas coisas além do seu próprio pescoço.


Toda a trama se desenrola em milhares de outras subtramas, como o caso de Eleanor com a prostituta Max (Jessica Parker Kennedy), ou sua relação conturbada de poder com o Capitão Charles Vane (Zach McGowan). Vane, assim como vários outros personagens são baseados em figuras históricas. Entre eles estão a pirata Anne Bonny (Clara Paget) e seu companheiro Jack Rackham (Toby Schmitz), o sanguinário Ned Low (Tadhg Murphy), o famoso Blackbeard ou Barba Negra (Ray Stevenson) e Benjamin Hornigold (Patrick Lyster). Todos vão ganhando cada vez mais profundidade conforme você passa a conhecê-los e entender suas motivações. Durante a segunda temporada, por exemplo, nos deparamos com uma Eleanor à beira do precipício e um Flint cada vez mais obcecado, o que é explicado pelo seu passado mostrado aos poucos. Quanto a este último, eu vou deixar a surpresa no ar, mas posso dizer que é de tirar o fôlego, é lindo e apaixonante. Não se engane, pois Black Sails pode ser muito delicado em alguns pontos, quando necessário.

Everyone's a monster to someone | Todo mundo é um monstro para alguém - Flint

A série tem figuras dramáticas notáveis e uma trama sólida. Tudo isso embalado por uma trilha sonora incrível. Na verdade, lembra a trilha de Piratas do Caribe, criada por Hans Zimmer. Black Sails começou com um episódio online gratuito no youtube e agora conta com duas temporadas completas (que você encontra na Netflix) e uma terceira em curso. A quarta já está confirmada.


Enquanto a primeira temporada recebeu críticas tanto positivas quanto negativas, a segunda teve um ótimo nível de aceitação. Atualmente a série já recebeu 14 indicações e quatro prêmios, sendo que um deles foi um Emmy por “efeitos visuais de apoio” e um por “melhor edição de som em série”.

A Era de Ouro da pirataria foi entre 1690 e 1730. Piratas existiram durante toda história, no entanto, esse foi o seu melhor momento. Barba Negra, por exemplo, navegou entre 1716 até 1718. Não parece muito, no entanto, como eles eram criminosos procurados, era difícil sobreviver por mais tempo. Seu nome era Edward Teach e o medo que ele despertava tinha fundamento. Ele incendiava sua barba durante os ataques para assustar os inimigos. Há controvérsias sobre como ele fazia isso, é claro. Alguns dizem que ele amarrava rolos de fumo entre os fios da barba, outros dizem que ele prendia nela pequenos archotes. O fato é que ele tinha uma frota de navios, criatividade e era um homem muito perigoso. Há outras curiosidades sobre essa época, sobre como os marujos ganhavam indenizações pelos membros perdidos em combate, sobre como o Capitão Jack Rackham se tornou famoso por navegar com duas mulheres a bordo, Anne Bonny e Mary Read.


Nenhum comentário:

Postar um comentário