Go Goa Gone, Zumbis e Máfia na Índia


Caras, assistam esse filme. É demais. Simplesmente sensacional. sei que é estranho uma resenha começar empolgada desse jeito, mas não dá pra segurar. Quando fiquei sabendo sobre um filme indiano que mistura aquela comédia adolescente americana clássica, "stoner movies" e zumbis eu sabia que não podia perder essa de jeito algum.

Eras depois de descobrir este filme em alguma lista aleatória gringa, internet horrível, tédio e... bem, muito tédio, fizeram com que eu revirasse meu PC atrás de algo para passar o tempo. Sem vontade alguma de assistir complexidades, só sentar, relaxar e desplugar a cachola, achei esse arquivo empoeirado. Pra começar, nem sabia que nessa porra tinha zumbis, achei que seria só algo "a la Pinneaple Express", mas o filme é uma zoeira muito maior.


Já no início choque cultural é imenso, o filme nem começa e logo vemos anúncios contra o cigarro, tanto em inglês quanto em hindi. Além de uma entrevista com um dos atores principais falando sobre sua péssima experiência com o vício. Isso irá se repetir outra vez durante o longa, num intervalo comercial compulsório e quase todas as cenas em que os personagens são mostrados fumando algo, aparece um pequeno label no canto da tela falando que cigarro faz mal. Porque disso? Nilton explica:

Aparentemente o consumo de tabaco está em uma situação calamitosa no belo país banhado pelo oceano Indico, mais de 20% dos jovens de 13 a 15 anos locais mascam três a cinco cartelas de  uma "balinha de tabaco" chamada Gutka. Cerca de 53% da população geral indiana usa algum tipo de produto derivado do tabaco com frequência. Mais de 1.5 milhões morrem todo ano disso. Sim, puta problema sério por lá. Então escutem nossos amigos orientais e não fumem! Só se quiserem, mas estejam avisados.

O enredo é ridiculamente simples e clichê, dois BFF's que trabalham juntos acabam se metendo em altas aventuras. Vemos alguns arquétipos óbvios, tem o "apaixonadão", o "galã", o "nerdão" e a "gostosa do filme". O primeiro ato do filme passa com os protagonistas chapados na maior parte do tempo, fumando da melhor cannabis que aquele país sensacional deve oferecer. Depois de várias tretas bestas, a dupla arrasta o true neutral pra uma festa em Goa, ilha mais paradisíaca de um país já conhecido por sua beleza. Único problema, ou a maior motivação da galera, é que a festa será feita pela máfia russa, regada a drogas experimentais e música eletrônica (esquisita pacas).


Se você assistiu até aqui, você já deve estar perguntando: Porque diabos essa galera fala "mezzo hindi mezzo english"? Meu conhecimento sobre Bollywood é zero, absolutamente nenhum e fez com que eu pesquisasse. Mais uma vez, Nilton explica:

Aparentemente o povo indiano misturou o idioma de seus "colonizadores" (ou escravocratas, como preferirem) com o nativo. Cerca de 8 a 12% das pessoas na India falam o idioma "Hinglish", que mistura frases completas do inglês com hindi de maneira estranhamente natural. Em uma enorme coincidência, esses 8 a 12% costumam ser a parcela mais rica da população, que acaba consumindo mais, logo tendo maior influência na cultura. Sem contar a enorme força de trabalho dedicada para servir aos desejos americanos. Isso faz com que a língua bretã se alastre no país mais rápido que um hindu consegue falar "baseado".

Voltando ao filme. É claro que ao chegar a ilha as coisas esquentam e os zumbis aparecem. Vemos todos os clichês possíveis, tanto das comédias do estilo, como dos filmes de zumbi. Muitas vezes quebrando a quarta parede de maneira relativamente divertida. Tudo que você acha que pode acontecer, realmente acontece, alguém é mordido, eles vão resgatar a garota, aparece um badass russo com uma 12. É, eu falei que era pra desligar o cérebro.


Tudo isso é realizado de maneira bem direta, sem floreios, em um formato extremamente ocidental. Não sei até agora se isso acontecia de forma irônica ou era forçado. Você não sabe se o diretor quer ser "american friendly" ou se ele está sendo irônico e criticando esta sociedade. Ou até se aquele realmente é o formato de uma Nova Bollywood, adaptada ao mercado cinematográfico ocidental, buscando justamente a galera aleatória que acha este filme em listas do submundo digital.

Não quero entregar muito da história para vocês, então recomendo Go Goa Gone, filme perfeito para ver com os amigos em um dia de semana sem muita perspectiva. E tem o tal do choque cultural, é muito interessante ver uma cultura que não costumamos ter contato. Aliás, não tenho a menor ideia de como é o cinema indiano ou o dia a dia lá. Sem dúvida alguma é extremamente diferente daquilo mostrado, porém a proposta do filme é ser idiota e engraçado. Ele até que é. E me fez ter vontade de ir atrás de alguns filmes "sérios" deste país pra tirar a prova real. Enfim, vale as horas investidas!

Dou 3,5 membros decepados em uma escala de 5!

Nota do Editor: Já havíamos feito uma resenha de um filme indiano, que também foi muito elogiado, você pode conferir clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário