Coffin Joe é brasileiro (resenha da biografia de Zé do Caixão)


Ao iniciar a leitura da biografia de José Mojica Marins, nosso conhecido ancião do terror brasileiro Zé do Caixão, sabia, que ao mesmo tempo em que seu conteúdo estaria repleto de bizarrices, iria me conceder algumas risadas.

O que torna José Mojica Marins mais peculiar é o fato que todos os filmes que dirigiu sempre foram oriundos de sua criatividade e persistência. Sem possuir conhecimento técnico, desenvolveu suas produções na base do improviso e com baixo orçamento. Confiando em seu instinto e perspicácia, criou grandes obras de terror nacional. Meio freak-show e acompanhado de algumas situações excêntricas, seus filmes fizeram grande sucesso. Porém, muitas de suas obras se tornaram posses de outras pessoas. Por agir impulsivamente e os recursos financeiros serem limitados, realizava acordos mirabolantes, para garantir as subsistência de suas produções.


José Mojica Marins, é um exemplo de milhares de artistas brasileiros que não desistiram de seus sonhos e que ao mesmo tempo não conseguiram se estabelecer financeiramente. Com sua personalidade peculiar, o famoso Zé do Caixão, também teve seus altos e baixos. Passou por situações humilhantes, onde na biografia retrata que precisou vender seus quadrinhos em praça pública e tornou-se alvo de chacota de várias pessoas. Refugiou-se na casa de familiares e em seu estúdio para economizar o dinheiro destinado ao aluguel. Sem mencionar a pindaíba que suas esposas, amantes e affairs viviam em virtude de seus negócios.

Para, despertar a curiosidade de nosso público do Nerdbucks, cito um trecho bem peculiar do livro:

Para fazer uma cena, Mojica mandou comprar um leitão, abriu o peito do bicho e filmou seu coração batendo. Em seguida, pediu a um ator que segurasse o órgão ainda pulsando, fingindo tê-lo arrancado do peito. A equipe celebrou o sucesso da filmagem comendo o coadjuvante a pururuca.

Na biografia, André Barcinski e Ivan Finotti relatam situações da vida de José Mojica Marins com humor e tiradas sagazes. O livro dispõe de fotos de atores e envolvidos nos projetos e na vida de José Mojica Marins. Possui uma Mojicografia, caso o leitor tenha interesse em conhecer mais de suas obras é possível consultá-las nas últimas páginas.


Por fim, sinto lhe informar caro leitor, que o livro não tem nada de vampiros brilhantes, namorados zumbis, e essas coisas fofas que se tornaram os personagens de terror. Trata-se de um retrato de um indivíduo cheio de criatividade, apaixonado por cinema e onde o terror é nu e cru. Fica a dica, para um livro nada comum.

Zé do Caixão - Maldito foi cedido pela Darkside Books ao Nerdbucks. Acompanhe as novidades da Editora:

Ficha Técnica:
Nome: Zé do Caixão - Maldito
Autores: André Barcinski e Ivan Finotti
Editora: Darkside Books
Páginas: 666
Onde Comprar: Submarino, Saraiva, Amazon.
Adicione no skoob.



Nenhum comentário:

Postar um comentário