Resenha | O Talentoso Ripley


Sinopse: Tom Ripley sobrevive de trambiques em Nova York. Ele é especialista em forjar documentos, além de ter um talento extraordinário para imitar personalidades e características pessoais. Vive tentando escapar das investidas da polícia nova-iorquina, enquanto sonha com uma vida fácil. Certo dia, o milionário senhor Greenleaf o procura, supondo que Ripley seja um grande amigo de seu filho Dickie.Greenleaf lhe oferece uma viagem à Europa para tentar trazer Dickie de volta aos EUA - o rapaz leva uma vida mansa no litoral italiano, longe da família. Ripley aceita a missão e começa a fazer planos de como aproveitar a viagem e se dar bem na Europa. Na Itália, encontra Dickie e a vizinha Marge, com quem vai estabelecer um triângulo de amizade. Dickie alimenta a ambição de se tornar pintor e Marge, apaixonada por ele, está às voltas com a escrita de seu primeiro romance.

Aos poucos, Ripley desenvolve uma relação doentia e sedutora com o novo amigo: adota os mesmos gostos e começa a usar as roupas de Dickie, que passa então a rejeitá-lo. Acuado, Ripley reage de forma imprevisível.

O talentoso Ripley (1955) é um clássico da literatura policial. O livro ganhou duas versões para o cinema: a primeira, feita em 1959 pelo diretor René Clémente, tinha Alain Delon no papel de Ripley e, no Brasil, ganhou o título de O sol por testemunha; a segunda, com Matt Damon no papel principal, filmada por Anthony Minghella em 1999, recebeu o nome de O talentoso Ripley.



Eis aqui um clássico da literatura policial. Tom Ripley, um jovem que vive de trambiques em Nova York, é convidado por Herbert Greenleaf para ajudar seu filho, Dickie, que vive uma vida desconhecida pelos pais na Europa.

Com uma boa quantia de dinheiro, Tom chega à Itália sem ter um plano para ideal para convencer Dickie à voltar para Nova York. 

Ripley passa então a se envolver mais com o jovem Greenleaf, até chegar a uma obsessão quase doentia por ele. Começa a imitar gostos e modo de vestir de Dickie, que aos poucos o rejeita. A partir daí, Tom fica acuado, e descobre em si um lado frio, psicótico e genialmente teatral, que o faz viver uma aventura pela Europa.

Patricia Highsmith conseguiu, em 1955, escrever um livro em que o enredo não perde a graça ao longo das décadas. É lento no inicio, mas em nenhum momento perdi a vontade de saber o que acontece a seguir. E quanto mais lia, aquele efeito que os ótimos livros fazem sobre ávidos leitores aumentava. E Ripley, que é o vilão malandro e cheio de artimanhas da estória, consegue ganhar sua torcida.

Ficha Técnica:
Nome: O Talentoso Ripley
Autora: Patricia Highsmith
Páginas: 296
Editora: Companhia de Bolso (Companhia das Letras)
Onde Comprar: Submarino, Saraiva, Amazon.
Adicione ao Skoob


Nenhum comentário:

Postar um comentário