Love Hina - Lições de vida em um mangá de comédia


Em 2005 encontrei um mangá na banca que eu frequentava, dei uma folheada e acabei me interessando, comprei a primeira edição para ver se eu gostava... Acabei adorando a obra.Era a primeira edição de Love Hina, que conta a história de Keitarô Urashima, e sua tentativa desesperada de passar no vestibular para cursar direito na Toudai (nome popular da Universidade de Tokyo). Isso porque quando era criança ele conhecia uma garota e ambos eram muito próximos, mas ela acabou se mudando e eles perderam contato. Antes da partida da garota, eles prometeram se encontrar na Toudai para serem felizes para sempre, pois existe uma lenda que diz que se um casal entrar junto na Universidade de Tokyo eles terão uma vida felizes juntos. Aos 19 anos e depois de ser reprovado duas vezes no vestibular, Keitarô é expulso de casa pelos seus pais e resolve pedir ajuda para sua avó, que é dona de uma pousada.


Chegando na "pousada", depois de passar muita confusão ao ser confundido com um tarado pelas moradoras, Keitarô descobre que sua avó havia transformado o estabelecimento em uma pensão feminina e saído para viajar pelo mundo, deixando os negócios a cargo de Haruka (tia do Keitarô). Quando estava sendo expulso do local e sem esperanças de ajuda (afinal, um homem não poderia ficar em um pensionato feminino, certo?), Haruka inventa que ele é um estudante da Toudai e poderia ajudar as garotas com os estudos. Está armada a confusão.


Muita gente acha esses tipos de mangá harém (onde o personagem principal vive cercado de garotas que se apaixonam por ele) é entediante e nem um pouco original, porém, Love Hina foi um dos mangás responsáveis por criar os clichês que vemos em tantos outros mangás do mesmo estilo que vieram depois, tanto na história, quanto nos personagens. O mangá possui várias personagens que possuem características e mentalidades bem diferentes. Temos a garota "certinha", a festeira, a samurai estressada, a estrangeira ingênua... E por mais que essas descrições possam parecer superficiais, todas são muito bem construídas.


E não pense que Love Hina é uma história onde as personagens vão se apaixonando pelo protagonista sem nenhum motivo (como em muitos mangás), Keitarô é um personagem que realmente se esforça para melhorar sua situação, e isso aos poucos vai fazendo com que as personagens desenvolvam uma atração por ele, tanto romântica, como afetiva. Esse esforço do personagem acaba nos passando várias lições de vida, que deveriam ser claras para todos, mas nem todo mundo enxerga. Suas notas estão muito baixas? Se esforce nos estudos. Está precisando muito de dinheiro? Saia de casa e procure um trabalho, nem que seja algo simples. Fez uma promessa para alguém importante? Se esforce para cumpri-la. E ao longo dos capítulos muito mais lições como essas vão aparecendo.


O mangá foi relançado no final de 2013 e está no penúltimo volume (serão 14 edições), mas se quiser comprar, as edições anteriores ainda estão a venda na loja comix.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário