Crítica | Justice League: Gods and Monsters


Bem-vindos leitores do Nerdbucks! Hoje vamos falar sobre a animação recém lançada pela DC, Liga da Justiça: Deuses e Monstros!

Primeiramente é necessário introduzir “qual é” a desta animação. Ela não tem nenhuma base nas HQ's, nem adianta procurar! A história foi escrita por um velho conhecido nosso, Bruce Timm, a mente por trás das animações da DC que acompanharam nossa infância. Você deve lembrar de Liga da Justiça: Sem Limites, Batman: A Série Animada, Superman: A Série Animada, Batman do Futuro e até a genialmente dublada por Guilherme Briggs, Freakazoid. Lembrou né? Então agora sobre sua nova obra.


Na capa já vemos versões alternativas dos principais heróis da editora, um Superman latino, um Batman vampiro e uma Mulher Maravilha ruiva empunhando uma espada. Antes da estreia desta animação foram liberados alguns curtas com histórias mais detalhadas destes personagens chamados Liga da Justiça: Deuses e Monstros Crônicas (muito bacanas por sinal, vale a olhada!). Nestes curtas, e no release inicial, descobrimos que este Superman é filho do General Zod ao invés de Jor-El, que este Batman é um vampiro que se chama Kirk Langstrom, o Morcego Humano da DC original, e que a Mulher Maravilha é Bekka, dos Novos Deuses. Percebemos também o tom mais sombrio de todos os heróis, que tem medidas bem mais diretas que a Liga da Justiça original.

A trama se desenvolve em torno de diversos assassinatos onde os principais suspeitos são os três heróis! Durante o filme vemos diversos easter eggs e personagens em suas versões alternativas, mas não espere ver outros heróis conhecidos, neste universo os meta-humanos são raridade e a Liga acaba sendo formada apenas em torno deles. Somos colocados perante situações interessantes, as decisões tomadas pelos personagens são extremamente diferentes de suas contrapartes, não espere ver poucas mortes ou destruição. Estamos falando de algo nível “Man of Steel”!


Aos pouco familiares com o trabalho de Bruce Timm, várias de suas criações foram incorporadas pelo universo "canon" da DC. A tão falada Arlequina é sua, vinda de uma de suas animações! Toda timeline de Batman Beyond também foi absorvida, hoje Terry McGinnis e todos envolvidos na série também tem diversas participações nos quadrinhos. Suas animações são respeitadíssimas e muitas sacadas são geniais, servindo de base até para cenas e personalidades de filmes recentes da DC e mudando até alguns caminhos tomados pelas HQ's.

Sendo assim, sua nova animação traz um grato sopro de novidade ao mundo cansado das HQ's mainstream. Ela é praticamente uma "introdução" a esse novo universo, funciona apenas ok como um filme solo, porém, nos deixa com vontade de aprender mais sobre os acontecimentos dessa terra alternativa. Já foi confirmada uma segunda temporada da Liga da Justiça: Deuses e Monstros Crônicas, acompanhando mais de perto essa saga que terá investimentos da WB e lançamentos periódicos pelo canal de Youtube Machinima. Também sairá uma mini-série com quatro HQ's contando as origens dos personagens e da LDJ.


Eu recomendo! "Percam" uma horinha de suas vidas para assistir essa primeira aventura de um universo com potencial épico! Bruce Timm é uma mente criativa demais que já comprovou sua qualidade diversas vezes. Apesar de seu filme ser apenas bom, a perspectiva futura faz com que valha a pena investir nosso tempo e dinheiro nessa nova animação!

Um comentário:

  1. Deseinho fraco se comprar como LDJ, o Batman mais parece o Morbius. Coisa totalmente diferente da liga que conhecemos. Parece que alguem tinha uma história e resolveram usar o nome da liga p/ vender.

    ResponderExcluir