True detective: O que esperar da segunda temporada?


Se você viu a primeira temporada e gostou, a recomendação é que com certeza continue assistindo a excelente série True Detective.

Se você não gostou, eu recomendo dar uma segunda chance. Recomendo-o fortemente.

Motivos? Vou dar alguns e instigá-lo a buscar os outros por si mesmo. Afinal, não é isso que faz as histórias de detetive fascinantes?

Como o próprio nome da série diz, estas são histórias de detetives de verdade.


Uma nova história com elementos similares

Um dos maiores diferenciais de True Detective, em sua primeira temporada, é a narração em dois tempos, complementando-se e entrelaçando-se. Logo no primeiro episódio da segunda temporada, vemos algo assim.

Com a vantagem de mais histórias entrelaçadas para apreciarmos.

O primeiro episódio desta temporada, que não tem relação alguma com a anterior (seguindo os moldes de American Horror Story, onde cada temporada conta uma história que se fecha no fim da mesma) conta uma trama onde várias pessoas, com comportamentos pouco convencionais (em alguns momentos deploráveis, esta é uma série onde os vícios em narcóticos e problemas familiares, além de corrupção e outros tipos de falcatruas, estão por todos os lados, criando aquele ambiente cinzento onde não temos certeza como enquadramos os protagonistas, que são reunidos em um toque de genialidade mórbida) são colocados frente a um caso onde o certo a se fazer é obscuro.

Com certeza teremos dramas de todos os tipos, violência explícita (de uma forma que existia na temporada anterior, embora um pouco maquiada) e toda a tensão psicológica que fez de True Detective o sucesso que ela foi.


Mas e quanto aos personagens?

Ao invés de explicar sobre os protagonistas, vamos falar um pouco sobre fatos isolados de dentro do primeiro episódio, de forma enigmática, para que você seja tentado a descobrir as cenas das quais falamos.

A família e os amigos são citados de muitas formas, sempre de forma dolorosa. Famílias disfuncionais e reações violentas são destaques em duas das histórias principais.

Se você gostava do Rusty da primeira temporada, pode ter certeza que você terá um “psicopata misterioso” para amar. Talvez dois.

Perceberá também que a imprensa não recebe lá o melhor tratamento, quando fala demais.

Finalmente, perceberá que quando você sobe na vida com a ajuda de pessoas, muitas vezes estas pessoas podem ser sua perdição.

Ficou curioso para saber quais personagens foram descritos aqui? Assista o primeiro episódio de True Detective e venha nos contar se encontrou todas as pistas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário