O Oceano no fim do Caminho - Como somos moldados por nossa infância


Confesso a vocês que esse é o primeiro livro de Neil Gaiman que eu leio. Sim, eu sei que ele é um dos autores mais comentados nos dias de hoje, principalmente pelos nerds. Sim, eu sei que o editor e autor de um blog chamado Nerdbucks já deveria ter lido algo escrito por ele, mas ninguém consegue acompanhar tudo em seu devido tempo não é mesmo?

O Oceano no fim do Caminho fala sobre um homem, cujo nome não é revelado no livro (sim, não sabemos o nome do protagonista), que ao regressar ao local onde passou a infância para comparecer à um funeral começa a ter lembranças de sua infância. E é em sua infância que a "mágica" do livro acontece.


Suas recordações começam em seu aniversário de sete anos, quando ele havia acabado de se mudar com sua família para o interior da Inglaterra. É incrível a narração que o Gaiman faz das emoções e sentimentos do protagonista com relação ao fato de ele ser uma criança sem amigos e que adora passar seu tempo lendo um livro (creio que alguns leitores irão se identificar muito com o personagem). As pessoas da família do protagonista também não têm os nomes citados no livro, isso ajuda os leitores a ter uma maior imersão na história e nos levanta uma questão bem interessante, que é se o autor não acabou utilizando acontecimentos e pensamentos de sua infância em sua obra.

Devido a problemas financeiros, os pais do protagonista acabam alugando um quarto para um desconhecido, que após um tempo acaba sendo encontrado morto dentro do carro do pai do garoto. É quando o protagonista conhece a família Hempstock e sua primeira amiga, Lettie Hempstock.


"Esse é o problema com as coisas vivas. Não duram muito. Gatinhos num dia, gatos velhos no outro. E depois ficam só as lembranças. E as lembranças desvanecem e se confundem, viram borrões..."

A partir dessa parte do livro acontecem várias coisas mágicas, afinal estamos falando de um livro do Gaiman (sim, esse foi o primeiro livro dele que eu li, mas não quer dizer que desconheço sua fama). A parte da fantasia é muito bem escrita e o livro acaba sendo uma experiência mágica, a grande aventura começa quando sem querer o protagonista acaba liberando um antigo mal, que volta em forma de uma pessoa para infernizar a vida do pobre garoto.

Uma coisa interessante é que como o livro é contado pelo ponto de vista do garoto, não sabemos se essa parte fantasiosa é "real" ou apenas fruto da imaginação do protagonista, e eu achei isso um ponto muito positivo.


"Ninguém realmente se parece por fora como o que é de fato por dentro. Nem você. Nem eu. As pessoas são muito mais complicadas que isso. É assim com todo mundo."

E quanto ao título do livro, ele faz alusão a um lago que havia perto da casa dos Hempstock, e que Lettie chamava de Oceano, claro que eu não irei lhes falar o ponto de vista dela para não estragar a leitura de vocês.

O Oceano no fim do Caminho é um livro que vai te prender do começo ao fim, e no final irá fazer você se questionar sobre o quanto a sua infância ajudou a moldar a pessoa em que você se tornou hoje. Leitura obrigatória.

Ficha Técnica:
Título: O Oceano no fim do Caminho
Autor: Neil Gaiman
Editora: Instrínseca
Edição:
Idioma: Português
Especificações: 208 páginas, Brochura
ISBN: 9788580573688
Onde Comprar: Submarino, Saraiva, Amazon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário